SÉRIE: MUNDO MUDA MEU MUNDO MUDO

 

O projeto fotográfico Mundo Muda Meu Mundo Mudo, de Mariana Fogaça é inspirado em um trecho da poesia Todo Mundo Muda*, de Cristiano Fogaça. Nele a fotógrafa aborda de maneira sutil os limites e os enlaces entre o subjetivismo e a realidade objetiva.

 

Segundo a artista, o mundo de cada indivíduo é representado pela captura e interpretação de pequenos fragmentos da realidade. Fragmentos estes em contínua transformação e movimento.

 

O mar, elemento central deste ensaio, com sua natureza fluida, simboliza a inquietude de transformar-se constantemente.

 

As fotografias refletem a sinestesia entre o que sentimos e a objetividade. E nos convida a questionarmos: então o que é real? Será que somos capazes de distinguir o real da nossa concepção de realidade?

 

A linha tênue que separa o mundo particular do mundo objetivo é, paradoxalmente, a mesma que os une e os mantêm interligados.

 

Mariana Fogaça utiliza da técnica de longa exposição para desconstruir a cena à sua frente em uma paisagem plácida de estética suave.

 

A fotógrafa contesta a percepção de que a fotografia é um registro exato da realidade, já que este ensaio, nada mais é que a realidade subjetiva da artista. E provoca ainda mais nossos sentidos, ao escolher a fotografia, uma mídia estática, para dialogar sobre o movimento intrínseco do mundo.

 

TRECHO DA POESIA:  TODO MUNDO MUNDA*

TODO                MUNDO                MUDA
MEU                      MUNDO
MUDO

TODO     MUNDO     MUDA
MEU  MUNDO, MUDO
EU

TODO MUNDO MUDO,

MEU MUNDO
MUDA

 

INFORMAÇÕES ADICIONAIS

Série com edição limitada de 50 cópias.

Tamanhos: 

20x30cm; 30x45cm; 40x60cm; 50x75cm; 60x90cm; 70x105cm; 80x120cm; 100x150cm.

 


>> Clique nas imagens abaixo para amplia-las.

1- Mundo Muda #01   2- Mundo Muda #02   3-Mundo Muda #03   4-Mundo Muda #04    5-Mundo Muda #05    6-Mundo Mudo #01    7-Mundo Mudo #02    8-Mundo Mudo #03     9-Mundo Mudo #04